Featured Slider

[Resenha] Poliana

POLIANA

Autora: Eleanor H. Porter | Ano: 2018 | Páginas: 192
Editora Nova Fronteira | Skoob




Olá!!

Já tem um tempo que li pela primeira vez o clássico Pollyanna, de Eleanor H. Porter, mas quando vi essa belíssima edição da Editora Nova Fronteira (que traduziu o título para Poliana) não resisti e fiz uma releitura dessa história tão fofa e tão inspiradora.

Poliana é uma menina de 11 anos, alegre e divertida, que após se tornar órfã vai morar com sua tia Paulina, que ao contrário da sobrinha, é uma mulher carrancuda e amarga. O que não imaginava era que com chegada da menina seria alterada não somente a vida da tia, como de toda a casa.

[Resenha] Meus Naufrágios

MEUS NAUFRÁGIOS

Autora: Lunna Guedes | Ano: 2018 | Páginas: 160
Editora: Scenarium
Livro em parceria com a autora


Olá!

Hoje venho com mais uma obra da autora parceira, Lunna Guedes. E mais uma vez fui embalada em sua escrita!

Neste livro a autora nos presenteia com momentos de sua infância e meninice, histórias contadas com o coração e sentidas na alma. São diálogos-contos que convidam o leitor a pegar uma xícara de café, se acomodar no cantinho mais aconchegante para uma leitura e viajar com Lunna.

Eu queria ser diferente... desejava algo que se adequasse a mim, a minha maneira de ser-pensar-existir e ver o (meu) mundo.

[Resenha] O Ódio que Você Semeia

O ÓDIO QUE VOCÊ SEMEIA

Autora: Angie Thomas | Ano: 2017 | Páginas: 378
Editora: Galera Record | Adicione ao Skoob


O ódio que você semeia é o livro de estreia de Angie Thomas e o que a motivou a escrever foi o assassinato de Oscar Grant, jovem negro de 22 anos, em 2009.

O livro acompanha a história da adolescente Starr, uma garota negra de 16 anos que mora em uma área pobre, dominada por gangues e pelo tráfico de drogas.

A vida de Starr se divide entre dois mundos, pois seus pais para tentar dar um mínimo da segurança para a filha, a colocaram em uma escola em bairro nobre da cidade, uma escola de brancos. 

Mas é engraçado como funciona com os adolescentes brancos. É maneiro ser negro até ser difícil ser negro.

[Sorteio] Volta às Aulas





Nesse clima de início de ano e volta às aulas, nos reunimos para presentear vocês leitores, que amam livros e itens de papelaria assim como nós.
Foram itens escolhidos com muito carinho, então esperamos que vocês gostem e participem bastante.

Fiquem atentos as regras:

[Resenha] Os Trabalhadores do Mar

OS TRABALHADORES DO MAR

Autor: Victor Hugo | Ano: 2004 | Páginas: 704
Editora: Cosac Naify | Adicione ao Skoob



Tive o prazer de ler esta grande obra da literatura mundial pela tradução de Machado de Assis e complementada pela poeta Marília Garcia, no maravilhoso projeto da Cosac Naify. É uma edição de bolso com gravuras feita pelo próprio Victor Hugo; vem acondicionado num box bastante resistente e charmoso.

Os Trabalhadores do Mar é quase uma poesia sobre a vida, os costumes e a natureza da ilha de Guernesey, onde o autor viveu por muitos anos num exílio auto infligido. Na observação de todos esses elementos, Victor Hugo desenvolve a história de Gilliat, sua sofrida trajetória a margem daquela sociedade pela discriminação.

[Especial Literário] Charles Dickens


Oie!! Como estão?

Hoje nosso Especial Literário é com o escritor Charles Dickens!




Charles John Huffam Dickens, ou simplesmente Charles Dickens, foi um escritor inglês. Nascido em 7 de fevereiro de 1812, filho de Elizabeth Barrow e de John Dickens.

Seu pai, escriturário da Tesouraria da Marinha na cidade de Portsmouth, vivia de empréstimos, e por não conseguir pagá-los, teve que fugir para Londres com a família, em 1822, onde passaram a viver em um sótão. Em 1824, John é preso.

Charles passou a trabalhar em uma fábrica de graxa, onde permaneceu por vários meses. Até sua vó vir a falecer e seu pai receber a herança, com a qual paga as dívidas e volta a liberdade.