20 julho 2018

[Resenha] A Gaiola Dourada

A GAIOLA DOURADA - Trilogia Dons Sombrios Vol 1

Autora: Vic James | Ano: 2018 | Páginas: 415
Editora: Galera Record | Adicione ao Skoob



Olá!!!

A Gaiola Dourada é o primeiro livro da trilogia Dons Sombrios, e conta a história de uma Grã-Bretanha onde a Revolução Igual de 1642 instaurou o Tratado de Dias de Escravos. 

Com esse tratado, algumas pessoas, os Iguais, diferem de outras por dois motivos: por possuírem habilidades e dinheiro. E outras, as que não possuem nenhum tipo de habilidade, devido a isso têm que viver dez anos de suas vidas sendo escravos. E a única coisa que podem ainda escolher, é quando vão cumprir sua década de escravidão.

Meio assustador, não é mesmo?

"Cumpra seus dias de escravo muito velho, e jamais sobreviverá. Cumpra seus dias de escravo muito jovem, e jamais se esquecerá"

Nesse cenário vamos conhecer a família Hadley, onde Abi, a filha mais velha de três, está prestes a partir para a faculdade só que, seus pais decidem começar a cumprir seus dias de escravos e que toda família iria junta, inclusive a caçula, Daisy, mesmo ainda tendo apenas 10 anos.

O consolo da família, além de irem todos juntos, seria que ao invés de cumprir os dias em Millmoor, a terrível cidade dos escravos, iriam para Kyneston, servirem de escravos domésticos para uma família nobre, os Jardine.


Porém, no dia em que todos iriam se mudar para a mansão, as coisas saem do controle e Luke, o irmão do meio, acaba sendo realocado e é enviado para Millmoor. Todos ficam desolados e assustados, pois a cidade é conhecida pela brutalidade e pelo pesadelo que é para os que lá vivem como escravos.

“A ignorância alimentava o medo, como o pai gostava de dizer, e o medo fomentava a obediência.”

Em meio a tudo isso, temos os três herdeiros dos JardineGavar, o mais velho e também, o mais temperamental, sempre tendo ataques de raiva. Jenner, o irmão do meio, e que não possui nenhuma habilidade, o melhor de todos. E por fim, Silyen, o Jovem Mestre, que possui habilidades, mas ao contrário de Gavar, é calmo e frio e sempre consegue fazer tudo o que quer.


O livro é narrado em terceira pessoa por diversos personagens, o que introduz o leitor no universo que está sendo inserido nesse primeiro volume. Ou seja, Abi nos apresenta o período de escravidão em Kyneston e, na narração de Luke vamos perceber as diferenças em Millmoor, e ainda, teremos uma visão melhor da política dentro dessa Grã-Bretanha escravocrata.

Os personagens são muito bem construídos e cada um desempenha seu papel na história. Alguns tentam se rebelar contra o sistema injusto e cruel imposto pelos Iguais e outros, os que possuem habilidades e usufruem do melhor, que querem a todo custo manter o sistema vivo.

"Ser escravo era uma condição que despojava a pessoa de tudo que a individualizava."

O que achei um pouco confusas foram as partes narradas pelos Jardine, a autora jogou algumas informações, que acredito que sejam importantes para o desenrolar da histórias, mas que eu não consegui entender muito bem. Porém, como se trata do primeiro livro, vou acreditar que mais para frente as coisas sejam melhor esclarecidas.

Fora esse ponto, eu gostei muito da escrita da autora, que nos proporciona toda a essência de uma ótima distopia. Ela criou um ambiente sólido e bastante crível, com fatos históricos e  a parte da linhagem dos Iguais, os aristocratas. Eu realmente me senti dentro do ambiente e imaginei minha posição em algumas situações apresentadas.

"Não há mágica mais poderosa que o espírito humano."

Tem romance também, mas por enquanto, não senti muita empatia pelo casal que se formou, talvez pelo ambiente e também, porque, pelo menos nesse primeiro volume, foi apenas algo breve, vamos esperar o que vem por ai.

Enfim, considerei um livro interessante e instigante que faz o leitor pensar e questionar e, como é início da trilogia, acho que ainda tem muita coisa por vir e muitas reviravoltas também. Afinal, o fim deixou um gancho enorme para sequência.

Se você curte distopias, assim como eu, vale conferir essa!






5 comentários:

  1. si eu te conta que tirei foto desse livro pra comprar depois pois achei interessante
    agora fiquei mais curiosa ainda pelo livro
    adoro esse genero de livro

    ResponderExcluir
  2. Eu sou a louca dos livros, amo quando entro em blogs e encontro resenhas e várias dicas de livros legais pra ler. Amei esse, já entrou na minha lista ♥

    ResponderExcluir
  3. Que capa de livro mais linda! Sei que é péssimo, mas sou atraída sempre primeiro pela capa :p Mas a história não parece desapontar. Adoro livros que envolvem épocas históricas e ficção (melhor ainda se tiver romance!)<3 Certamente está na minha lista de leitura depois dessa resenha. Ah, e essas fotos estão lindas!

    ResponderExcluir
  4. Fê querida
    Que bacana este livro em parceria com a Via de Livros!
    Achei bem interessante, embora eu seja super medrosa, fiquei curiosa para ler também
    A resenha ficou ótima, parabéns!
    Adorei as fotos
    Bjks mil

    ResponderExcluir
  5. Pela sua resenha o livro parece ser muito bom, só não vou incluir na minha lista por ser uma trilogia. Ultimamente tenho evitado, por causa da minha longa lista de quero ler 😔
    Parabéns pela foto e pela resenha 👏👏👏

    ResponderExcluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo