25 abril 2018

[Resenha] Vermelho por Dentro

VERMELHO POR DENTRO

Autor: Lunna Guedes | Ano: 2018 | Páginas: 112
Editora: Scenarium Plural




Olá, amados!

Hoje venho com uma resenha bastante especial, um livro com um título singular e que pincelou minha vida com as cores rubras!

Vermelho por Dentro, da autora Lunna Guedes, mais que uma história de vidas, é uma história de mulheres, de sentimentos e de plenitude.

A trama se passa no fim da década de 80, entre Paris e São Paulo e, entre todos personagens dos quais passamos a fazer parte da vida e partilhar de suas idas e vindas, são as figuras femininas que se destacam na obra, a força da mulher, do vermelho que se espalha pelas páginas.

“…o lugar é puro assombro e faz jus à história ali sepultada. No porão onde dizem que o velho Barão trancou sua esposa para morrer para o mundo no começo do século… o que temos ali no tempo-presente são as cores de uma artista que sangra o seu vermeho mais denso.”

Deborah, nossa artista, está prestes a completar seu quadragésimo aniversário e diante da nostalgia da data, sente a necessidade de fechar ciclos que ficaram em aberto e para, de uma vez por todas, encerrar uma pendência em sua vida, ela finalmente, depois de várias recusas, aceita participar de uma exposição que seria realizada em São Paulo.



Pouco antes da viagem ela recebe junto com Dário, seu amigo e confidente, a visita de uma amiga de tempos, Susan.

Susan chega ao casarão acompanhada por uma de suas várias ações de "salvamento". Trata-se de Anne, trazida do Brasil. A moça ao mesmo tempo que carrega um talento nato para fotografia encontra-se dividida entre as sombras do passado.

"Passados tantos anos, os passos ainda pareciam os mesmos e se encaixavam - estranhamente - nas mesmas pegadas... colocando-o diante da porta, que foi aberta como se o passado estivesse do outro lado."

E ainda, do outro lado do mundo, no Brasil, temos Eva, aristocrata, sofisticada e excêntrica. Bem sucedida e com intensa vida social, Eva era solidão e algo marcava sua vida.

Em meio as nossas personagens femininas, temos tantos outros que as rodeiam e completam as histórias. Personagens, que apesar de secundários, possuem seus próprios dramas, aos quais, de alguma forma tentamos desvendar.

"Poucas pessoas sabiam o que precipitava o seu sorriso, quando colocava um velho baú de madeira envelhecida que trouxe de Paris e mantinha escondido no fundo de seu armário. Antes de abri-lo... fazia uma pausa para olhar o tempo, os espaços-cenários... a sua vida inteira."

Entre tantos encontros e desencontros que acontecem, a vida de nossas personagens se cruzam. E neste misto de acontecimentos e descobertas, vamos conhecendo cada uma delas mais profundamente, mais intensamente e o vermelho se torna mais vermelho e mais se espalha entre as páginas.



O leitor é convidado a entrar cada vez mais nesse mundo de revelações, casamentos de fachada, aparências sustentadas em mentiras, frivolidades, passado que deve ficar para trás e um novo recomeçar.

"Ela sorria e, mesmo sabendo a resposta que lhe seria entregue, indagava o porquê do vermelho - "é a cor de dentro, dá até para ouvir quando eu encosto o ouvido no seu peito". Era nessas horas que se dava conta das somas que se acumulavam..."

Em uma escrita tão única e ousada, a autora nos presenteia com uma narrativa intensa. São acontecimentos tão nossos, personagens tão próximas, que somos puxados a viver a vida de cada uma delas, que poderia ser a nossa.

Lunna usa dos adjetivos para nos mostrar e nos fazer sentir as pessoas, seu íntimo, os lugares e as sensações. Sentimentos que entrelaçam e nos arrebatam.

Sou muito suspeita para falar o quanto admiro a escrita da autora! Acompanho seus textos por seu blog e sempre saio encantada de cada um deles. E agora ter a oportunidade e a honra de ler Vermelho por Dentro me extasiou!

Levo todo esse vermelho, todas essas sensações e todos esses personagens incríveis para guardar para sempre!

“O tempo é pouco. A vida, imensa. Por dentro da noite, a voz vai longe, ecoa. Diz como tudo passa depressa. Um ano nem sempre tem trezentos e sessenta e cinco dias. Doze meses e incontáveis semanas. Às vezes, tudo é menos. Um minuto ou dois. Um punhado de dias sem nome. Um momento que se repete… até cessar. Tudo se acaba num estalar de dedos, como se nem tivesse se dado ao trabalho de começar.”

E claro que não poderia terminar essa resenha sem falar na edição artesanal maravilhosa, feita pela Scenarim Plural , com ilustrações de Adriana Aneli!

Esse foi o primeiro livro que recebi nesse formato e fiquei encantada com o capricho, o estilo e a perfeição de cada detalhe. Com certeza, a partir de agora, o livro mais bonito da minha estante!

Agradeço a Lunna, pela oportunidade e pela confiança!

Espero que tenham gostado e experimentem dessa escrita tão maravilhosa! Eu já fui conquistada!

7 comentários:

  1. Como pupilo da editora, não poderia deixar de festejar o reconhecimento da escritora Lunna. Eu não consigo alcançar o talento dessa "cara Signora", que se desdobra em tantas frentes - escrever tão bem e estimular tão generosamente "seus" (pertencemos a ela) escritores. Bacio!

    ResponderExcluir
  2. Gente que edição mais linda!
    Amei sua resenha Fernanda. Sou apaixonada por livros que criticam e expõe alguma coisa. Fico com vontade de entender todas nuances dessa obra. Parece maravilhosa.
    Beijos.

    Blog: fanficcao.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, que livro mais lindoooo, fiquei super encantada com essa capa artesanal, pensei que fosse 3d, mas ao ler o final da resenha vi que era artesanal. Parece ser uma história linda. Acho um pouco difícil encontrar um autor com a escrita ousada, dos livros que li foram poucos, é preciso ter coragem, que bom que a leitura te agradou, vou anotar aqui sua dica, bjus e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. Ei! Tudo bem?

    Que capa e história mais linda! Fiquei apaixonada e nem li o livro! Adorei os anos 80 envolvido e Paris e São Paulo, já fiquei empolgadíssima :) Sua resenha está maravilhosa, graças a você me senti perto de todo esse mundo mágico!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Fê,
    Adorei a resenha e fiquei apaixonada pela edição. Fiquei interessada em conhecer mais a fundo as histórias e revelações dessas mulheres, imagino que seja realmente uma leitura envolvente, adorei!!!

    Bjokas da Elo!
    http://cronicasdeeloise.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Fê! Primeiramente, que livro lindo! Achei ele muito diferente, me lembrou um diário. Agora sobre a história, sou fascinada por tramas que apresentam vários personagens com seus pontos de vistas e aos poucos ver suas vidas se entrelaçando. O fato de se tratar exclusivamente de personagens femininas me chamou ainda mais atenção. Amei a sua resenha e já anotei a indicação. Adoraria conhecer essa história e principalmente a narrativa da autora, na qual você falou tão bem. Beijos.

    http://abducaoliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem ?

    Não conhecia a obra e nem a autora,mas sua resenha me chamou atenção e com toda certeza está é uma ótima dica de leitura. Muito bom poder conhecer um pouco mais da obra e os quotes chamam atenção para a obra.

    ResponderExcluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo