[Resenha] Os Contos que Trago

OS CONTOS QUE TRAGO

Humberto Assumpção
Luva Editora | 2019 | 100 páginas
Recebido em parceria com a editora

Uma família perfeita, que todos os domingos sentavam de forma rigorosamente falsa para o almoço, como tradição. No entanto, por detrás, todo preconceito e maldade habitavam aquele lar. 

Um amor relâmpago, tão esperado  e que na verdade se revelou uma despedida. Um vazio e o silêncio. E uma velha mãe, que descobre que seu falecido ex-marido não deixou nada para seu filho, enquanto o da amante passava bem. Seu desabafo? Deixar seus dejetos no túmulo do infeliz.

Uma vizinhança fofoqueira e que não mede esforços para um falar mal do outro. Até que um dia a desgraça está feita.

Fui sua companhia para que fizesse sua despedida. A tristeza de não ser aceito fez com que renegasse o prazer que é estar vivo. 

Essas e mais outras situações fazem parte dessa obra de Humberto Assumpção. São 14 contos arrasadores, que retratam denúncias morais como o feminicídio, a homofobia, o racismo, entre outros. 

O vídeo da velha cagando no túmulo do ex-marido correu o mundo e a mesma, junto com seu filho, se tornou um símbolo do Empoderamento Feminino.


São história bem curtas, que chegam, expõem e nos mostra situações tão reais e cruéis do nosso dia-a-dia. Críticas sociais e ao comportamento humano que por vezes são irônicas, pesadas e ao mesmo tempo conseguem trazer um ar mais descontraído. E cumprem o seu papel, de mostrar aquilo pode acontecer com qualquer um, do seu lado, na sua casa

E assim a cidade foi retomando seu ritmo normal. Um falando mal do outro, mas mesmo assim, se cumprimentando e se beijando cada vez que se encontravam, como em qualquer outra vizinhança.

A leitura é fluída e a escrita do autor é sensacional. Ele te leva a vários sentimentos e reflexões. Um retrato de uma sociedade carente de afeto e respeito ao próximo.



⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

5 comentários

  1. Olá, tudo bem? Parece ser um livro incrível, até porque nossa sociedade é bem hipócrita. A fachada tem que estar perfeita, mesmo que no fundo seja uma podridão. Pronta para embarcar em vários sentimentos e reflexões durante a leitura. Dica super anotada! E ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Adoro contos e esses me chamaram a atenção. Gosto muito de crítica social, acho importante nos dias de hoje. Com certeza leria por causa do tema, mas confesso que parece algo bem pesado também. Gostei muito da dubiedade do título!

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Adoro livros que denunciam a hipocrisia social e o Brasil é um país bem hipócrita, adorei o resumo dos contos me deu vontade de ler , no entanto depois da minha última leitura estou afim de livros mais leves.

    Té mais!

    ResponderExcluir
  4. Oiieee

    Eu gosto bastante desse estilo de escrita, denuncias e temas atuais em forma de contos, é a literatura trazendo a realidade e a necessidade de discutirmos. Confesos que não sou muito de contos, mas achei estes bem interessantes.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Olá.
    Gosto muitos de livros que retratam a realidade de forma crua e junto nos traz reflexões importantíssimas. Não conhecia o autor, mas a obra me deixou bastante curiosa. Pelo o que você expressou na resenha, parece ser um livro no estilo que gosto e que, com certeza, tirarei bom proveito.

    www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    ResponderExcluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!