[Resenha] Vão Livre

VÃO LIVRE

Autor: Tomas Rosenfeld | Ano: 2019 | Páginas: 184
Editora: Reformatório | Skoob | Comprar
Parceria Oasys Cultural



Vão Livre conta a história de uma família holandesa que, por um sentimento não muito claro de Kess, o marido, decide iniciar novos planos em uma terra bem diferente da sua. 

O destino desse casal e suas duas filhas é o Brasil, mais precisamente São Paulo. Karin, a esposa, fica reticente de início, pois parece algo inusitado e abrupto a sugestão do marido. 

Mesmo com tal estranhamento, Karin se vê na obrigação de dar esta oportunidade a Kess, de lhe permitir um recomeço sob a luz de novas ideias, já que no passado ela exigiu que ele mudasse o rumo das coisas. 

Kess era um grande empresário, dono de um negócio milionário. Ele decidiu vender a empresa e isso rendeu uma grande cifra, para uma vida confortável e bem acima do padrão da maior parte da população. Mas Karin não queria que o dinheiro os transformasse em pessoas insensíveis ou alienadas, e exigiu que o marido doasse a maior parte desse dinheiro, para, a partir daí, poderem ter uma vida mais simples. 

Karin concorda então com a mudança e eles partem para o Brasil. A exuberância de um território tropical os fascina e permite almejar a possibilidade de romper com velhos conflitos que há em cada um do casal. 



O passado ainda os maltrata com lembranças mal digeridas, que não dissiparam até hoje. Estas lembranças vão sendo colocadas, ao poucos, de maneira intercalada; hora Kess recorda, hora a Karim. 

A construção de uma nova casa passa a ser um sonho e um objetivo coletivo dessa família. Eles escolhem um local em contato com a natureza e estabelecem vários critérios sustentáveis para esse novo lar. 

Kess contrata um arquiteto que dará um norte ao projeto. O arquiteto é experiente e muito sensível aos pleitos de seus clientes, com uma percepção bastante apurada sobre os anseios das pessoas. 

Tudo parece estar transcorrendo bem, mas na cabeça de Kess e Karin algumas situações ainda estão sob dúvidas. 



Como estes novos elementos vão afetar a família é o que o autor nos traz. Os conflitos e valores diversos dentro do casamento, a busca por uma felicidade alternativa e até onde se pode ir por seus filhos. 

Tomas Resenfeld nos permite mergulhar no coração de um casal que parece estar unido por suas frustrações. E por isso a gente se pergunta até onde poderão chegar. Mas Tomas escreve sobre isso de uma forma leve e sutil, nada apelativa. 

Recomendo o livro, pois é uma bela história onde muitos de nós podemos nos encontrar.

Nossos sorrisos não eram propriamente falsos, mas vazios.


Nenhum comentário

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!