[Resenha] As Mil Partes do Meu Coração

AS MIL PARTES DO MEU CORAÇÃO

Autora: Colleen Hoover | Ano: 2019 | Páginas: 336
Editora: Galera Record | Skoob



As Mil Partes do Meu Coração é um romance young adult, da autora Colleen Hoover, publicado pelo selo Galera, da Editora Record.

Merit vive em meio a uma família nada convencional. A começar, eles moram no que era uma antiga igreja reformada. A família é composta por sua irmã gêmea, Honor, que em comum somente a aparência; Utah, um irmão que ela mal conversa; sua mãe que sofre de agorafobia e mora no porão; o pai casado com a ex-enfermeira de sua primeira esposa; e um meio irmão, Moby, fruto do relacionamento atual de seu pai e único por quem Merit sente alguma afeição.

A garota guarda muitos segredos de todos e isso cada dia que passa se torna um peso maior em suas costas. A sensação que ela tem é que é invisível dentro de casa e que se sumisse, não seria notado por ninguém.

Pergunto se alguém vai notar meu caráter taciturno. Não tenho o hábito de dar um gelo em ninguém. Tenho 17 anos. Não sou uma criança. Mas me sinto invisível nessa casa na maior parte do tempo e estou curiosa para saber quanto tempo vai levar até alguém reparar que não pronuncio uma palavra que seja."

Merit passa a matar aula e em um desses dias ela vai até o brechó, escolher mais um troféu para sua coleção, pois a cada decepção que passa, ela adquire um, roubando ou comprando. E é nesse lugar que ela encontra o misterioso Sagan, suposto namorado de sua irmã. Um garoto tatuado e dono de uma arte sombria, mas que encanta Merit em todos os sentidos.

Para completar, chega Luke, irmão de sua madrasta e mais problemas se juntam aos já existentes. Enquanto lida com sua paixão proibida e o peso de mais segredos na família Voss, Merit chega em seu limite e não consegue mais suportar. Ela toma uma decisão que colocará em risco sua vida e o destino de todos. Mas será que problemas tão delicados se resolvem dessa forma?



Esse livro é bem diferente de tudo que li da CoHo até o momento. E embora tenha romance, ele é apenas uma gota, diante de toda história de Merit, sua família e todos os segredos guardados por tanto tempo.

É como se nós nem tivéssemos pais. Temos uma mãe morando no porão e um pai que vive no próprio mundo. Ninguém tem ideia do que acontece com qualquer um por aqui."

Vários temas são abordados pela autora,  fortes e sensíveis, mas o que mais chamou minha atenção foi a depressão. Algo sério e muito importante. E quando você passa por isso ou conhece alguém próximo que passou, se sente mais tocado ainda pela questão. Embora a autora não deixe bem claro, é certo que Merit não está bem e que precisa de ajuda. São vários sinais dados, que não há a necessidade da pessoa dizer, eles já são um pedido claro e alto de socorro. E é isso que ocorre aqui.



Merit carrega muitas coisas dentro de si e muitos ressentimentos, e o fato de ninguém da família perceber, isso a afeta mais ainda, até que tudo desmorona. E todo esse caminho percorrido pela personagem é descrito de uma forma tão intensa pela autora, que é impossível o leitor não se emocionar e não se sentir sensibilizado. O único que percebe que há algo de errado é Luke, ele já passou por isso.


Estou cansada de dizer coisas que ninguém se importa. Vou parar de falar e, assim quando abrir a boca, minhas palavras terão peso. Agora, parece que sempre que falo, minhas palavras dão a volta e retornam para a minha boca como um bumerangue, e sou obrigada a engolir o que disse.”

Eu sofri e me emocionei muito com Merit e não só com ela mas com os outros personagens, pois como falei, outros temas tão importantes também foram abordados pela CoHo. Difícil ficar indiferente a essa família. Eu senti raiva em alguns momentos, mas também senti um enorme buraco no coração, pois não são fatos que só vemos nos livros e sim, que pode acontecer comigo, com você, com a família de qualquer um e não é raro.



A escrita da autora continua fluída e envolvente,  a gente se entrega nesse mar de emoções. A construção e desenvolvimento dos personagens é impecável e muito humano. Sentir empatia por eles e enxergar a importância de cada um na história é muito rápido. Inúmeras reflexões são dadas durante a leitura, não há família perfeita, como não há ser  humano perfeito, somos falhos e não é vergonha pedir ajuda quando necessário.

Dramas familiares sempre mexem comigo e esse com certeza foi um dos que mais tocou meus sentimentos. Uma leitura importante, de amor, compreensão, superação e desenvolvimento pessoal.

Portanto, se você ainda não leu esse livro, o faça!


Nem todo erro merece uma consequência. Às vezes a única coisa que ele merece é o perdão."



8 comentários

  1. Parece ser um livro cheio de emoções e muito profundo, com certeza um livro pra se ler em um bom momento da vida, para não criar gatilhos! É o que você diz , não há vergonha em pedir ajuda, ou oferecer ajuda né!!

    Isa do @leportraitdeisa

    ResponderExcluir
  2. Aaaaa esse livro é tão maravilhoso meu deus <3 Mas é eralmente isso , diversas vezes a gente se pega querendo uma vida perfeita, tudo lindo.. mas nunca é assim. Ás vezes esquecemos de cuidar de nós mesmos.

    -cherry moon @cherrymoonescritarelativa

    ResponderExcluir
  3. Adorei poder conferir a sua resenha da obra! Eu adoro demais ler os livros da autora Colleen Hoover! Confesso que eu amei ler esse livro dela também. A leitura foi tão prazerosa e uma fofura para mim, apesar das lições difíceis que podemos tirar do livro igualmente. Essa obra da CoHo me conquistou pelo coração.

    ResponderExcluir
  4. Parece ser uma leitura profunda, intensa e emocionante. Até hoje só li um livro da CoHo (tarde demais) e gostei muito. Pretendo ler outros dela e esse está na lista.
    Já havia visto a capa e o nome por aí muitas vezes, mas ainda não havia parado para ler uma resenha sobre, até agora. Gostei bastante de conhecer e saber o que esperar.
    Espero ler em breve!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Desde que esse livro lançou estou doida por ele.. Vejo muitos comentários e cada vez fico mais empolgada para conhecer..
    Adorei conhecer sua opinião, e os quotes que você trouxe estão lindos..
    Ainda não li nada da autora, mas tenho muita curiosidade. Vejo sempre falarem que as obras dela são sempre muito reflexivas e profundas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá, acho muito bom os livros que abordam assuntos como a depressão, que ainda é visto por muitos como frescura.
    Acho que todos deveriam ler livros que abordam essa questão, principalmente quem tem familiar passando por isso. Amei sua resenha, bjus.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem? Sempre vejo muitos elogios sobre a autora minha lista de títulos dela só aumenta. Pela sua resenha dá para perceber o quanto a história é profunda e cheia de conflitos. Relacionamento familiar nem sempre é algo fácil e algumas famílias carregam segredos anos e anos. As vezes é difícil sentar e conversar sobre os problemas que todos estão enfrentando. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li nada de CoHo, acredita .... sempre fico ensaiando para começar a ler, mas sempre passa outro livro na frente. Não conhecia este, gostei muito da apresentação que fez dele, e, fiquei curiosa para conhecer. Já salvei para começar por ele. Otima dica de leitura.

    ResponderExcluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!