[Sessão Pipoca] Green Book: O Guia



Olá!!

Hoje é dia de dica de cinema por aqui e vamos falar sobre o filme Green Book: O Guia.

Num período em que a discriminação racial ainda era muito forte nos Estados Unidos, Tony Lip (Viggo Mortensen), um descendente de italianos, se vê desempregado quando a boate onde trabalha tem de fechar para uma reforma. 

Tony era o segurança desta boate, e não por acaso, já que tinha um perfil bronco e, às vezes até truculento, com admirável “habilidade” de resolver conflitos. 

Desempregado, e desqualificado para as atividades mais formais, buscava entre seus contatos alguma ocupação na qual se encaixasse. Um amigo o indica para uma vaga de motorista para um tal doutor. 

Quando entra no apartamento do contratante, já com a ideia de encontrar um médico, se surpreende ao encontrar um cara negro cheio de modos suaves, e que se senta em um trono para entrevistá-lo. 



O cara negro é Don Shirley (Mahershala Ali), um grande pianista de Nova York que lhe explica a natureza do trabalho e suas necessidades profissionais: ele deseja um motorista para uma turnê pelo país que também exerça a função de seu secretário. 

Ao se ver naquela situação inusitada, para aquela época, Tony fica meio reticente sobre aceitar o trabalho, pois seria motorista de um negro e teria de ficar longe de sua família até bem próximo do Natal. 

Ele coloca suas condições para aceitar o cargo, e explica o porquê seria o mais qualificado para realizar o trabalho, tendo em vista os “almofadinhas” que aguardavam para também serem entrevistados. 

Já em sua casa, o telefone toca. É Dom Shirley, e pede para falar com a esposa de Tony: ele pede a ela autorização para que seu marido seja o motorista dele durante a turnê. 

Tony é contratado e eles iniciam uma longa viagem pelo país. Nesta viagem eles serão apresentados e obrigados a conviver com mundos totalmente diferentes ao que estavam habituados. Tony é um branco grosseirão, da periferia; Don Shirley um negro refinado, erudito, muito bem educado. 



As barreiras entre eles são evidentes, mas o jeito descontraído e muito sincero de Tony torna as coisas mais possíveis. Assim como os valores morais e sociais de Don Shirley passam a fazer de Tony um cara melhor. 

A viagem ensina muitas coisas novas aos dois, pois o mundo de um completa o do outro, e eles têm a chance de se despirem dos preconceitos e julgamentos precipitados. As dificuldades, hostilidades e tantos outros sentimentos e ações comum àquele tempo os fazem repensar a postura de vida, os aproximando de uma maneira muito fraterna. 




Baseado em fatos reais, Green Book: O Guia venceu três categorias do Oscar 2019, entre ela o principal prêmio da noite, de melhor filme. E o Green Book, que realmente existiu, era chamado The Negro Motorist Green-Book e foi publicado em 1967, um livro que indicava os locais onde os negros eram recebidos e atendidos, pois na época, as leis de separação racial permitiam que muitos estabelecimentos se negassem a prestar serviços à população negra.

A história é simplesmente emocionante! É divertida e suave, apesar do tema difícil, e estabelece uma jornada que quebra a barreira entre duas pessoas bem diferentes, independente de suas raças. 

A gente dá boas risadas da relação inusitada que acontece entre eles, pois de uma forma até ingênua e tênue, sem que percebam, passam a se importar um com o outro. É um filme imperdível!






Sinopse:

Tony Lip, um dos maiores fanfarrões de Nova York, precisa de trabalho após sua discoteca fechar. Ele conhece um pianista que o convida para uma turnê. Enquanto os dois se chocam no início, um vínculo finalmente cresce à medida que eles viajam.


Ficha Técnica:

Título Original:
Direção: Peter Farrelly
Elenco: Viggo Mortensen, Mahershala Ali, Linda Cardellini, Sebastian Maniscalco, Dimiter Marinov...
Ano: 2018
País: EUA
Gênero: Drama/Comédia






5 comentários

  1. Não vejo a hora de ver esse filme, adoro histórias de belas amizades construídas com muito sentimento (ainda mais sendo baseada em fatos reais). Adorei a sugestão!

    ResponderExcluir
  2. Preciso ver esse filme, gosto de histórias que abordem temas importantes na nossa sociedade de uma forma que envolva e divirta o expectador, sendo baseada em fatos reais então, melhor ainda rs. Adorei a forma que escreveu.

    Aceita Café?

    ResponderExcluir
  3. Puxa, logo que vi Mahershala Ali no filme ja me encantei! Para mim é um ator super talentoso. Eu o conheci quando assisti a "House of Cards" e vi o quanto seu personagem foi crescendo a cada temporada.
    Adorei a dica!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Sessão Pipoca trazendo uma indicação de um filme super premiado nesse começo de ano. Apesar de conhecê-lo pelas indicações nas premiações americanas, eu ainda não tinha lido nenhum texto falando sobre o filme que me permitisse ir mais a fundo no enredo. Gostei muito! Parabéns!

    ResponderExcluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!