#Projeto12MesesComClarice2019


Oi, pessoal! Como vocês estão? Vamos de projeto novo??!!

O Conduta Literária juntamente com a Ana do Blog Café com Leitura, a Amanda do Blog Sobre a Leitura e o Gustavo, do Blog Leitura Enigmática. Todos parceiros e amantes de uma bela leitura!

E por falar em bela, por que não nos unirmos para lermos e conversarmos sobre contos de uma mulher e escritora excepcional? Clarice Lispector!

Daí veio a ideia de nos unirmos para lermos os contos do livro Todos os Contos, publicado pela Editora Rocco





Na verdade, para quem já teve o prazer de folhear o livro, vai perceber que ler um conto por mês não conclui a leitura da obra inteira em 12 meses, mas a nossa ideia é conversar, refletir e interagir sobre a escrita dessa que fez a diferença num período em que não era tão comum mulheres escrevendo. E ela fez, além de muito bem feito, trazendo aos contos, uma sutileza e um charme que até então não se tinha registros!

Que tal conhecermos um pouco de Clarice Lispector e da nossa proposta de leitura com o projeto?




Clarice nos encanta com as palavras! E foi em 1943 que toda a magia da escrita apreendeu seus leitores pela primeira vez.

Nasceu na Ucrânia, em 10 de dezembro de 1920. Tempo de caos, de guerra, fome e sofrimento, mas sobreviveu...

... um prenúncio de que triunfaria!

Em seus 23 anos, Clarice, de uma maneira fascinante, atraiu, com a publicação de "Perto do Coração selvagem", aos leitores da época.

Após, de forma lendária, a jovem de família humilde desaparece. Fora viver no exterior com seu marido diplomata.

Especulações sobre a bela escritora se firmavam como uma espécie de lenda. até que ela, tempos depois, retorna ao Brasil.


"Uma leitura estilosa, cheia de 'glamour'', como afirma Benjamim Moser.


Para um gênero literário que exige, além de criatividade, precisão e cadência, a obra, logo que publicada nos Estados Unidos, foi consagrada, chamando a atenção da crítica local e sendo aclamada pela imprensa internacional, entrando inclusive para a lista dos melhores livros no ano de 2015.

A leitura dos contos obtidos na obra propicia àquele que se dispõe a conhecer sua escrita, a identificar sua visão da literatura enquanto arte, além do reconhecimento tangível do seu ser enquanto mulher.

Em Todos os Contos há a possibilidade de identificarmos as mais diversas facetas dessa que escreveu e nos deixou seu legado com a mais sublime perfeição. Como um retrato de sua vida: do florescimento de uma jovem cheia de amor pela vida assim que começa a escrever, iniciando-se como artista, a esposa e mãe em seu gradual amadurecimento, passando pela velhice, a enfermidade e seu fim...

Clarice Lispector, num período em que a escrita também prevalecia-se aos homens, considerou-se inclusive em certa ocasião que Clarice pudesse ser uma espécie de codinome para um escritor. Uma mulher a frente de seu tempo, que não cessou ao mencionar em seus contos, por exemplo, sobre o papel feminino, já naquela época, na sociedade.

A linguagem contida em seus contos são singulares. Independente de nacionalidade, a riqueza das palavras e o dom de "enfeitiçar" leitores de suas histórias traduz-se talvez pela perfeição. Ainda segundo Benjamin Moser, tem a sensibilidade de virar "as palavras pelo avesso". Entretanto, jamais sem perder a elegância pela qual nos conduz dentro da literatura!

Seu primeiro conto na obra, "O Triunfo" será também o primeiro lido por nós, que convidamos vocês a se juntarem conosco!

Do amor pela literatura e da admiração pela escrita de uma das mais brilhantes escritoras de todos os tempos surge a inspiração por lermos e debatermos contos da obra Todos os Contos! 

Acompanhem-nos através da #12 MesesComClarice2019! Será um prazer!





Um comentário

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!