[Resenha] A Vila dos Pecados

A VILA DOS PECADOS

Autora: Soraya Abuchaim | Ano: 2016 | Páginas: 447
Editora: Coerência | Adicione ao Skoob




Olá, amores! A resenha de hoje é sobre o livro A Vila dos Pecados, de Soraya Abuchaim.



A história se passa, em sua maior parte, em Ponta Poente, uma vila pequena, bastante isolada.



Logo no início, vamos conhecer Bento, o pároco local. Bento foi forçado por sua mãe a ser padre e por isso não tem vocação alguma para o celibato, tornando-se um padre fora do tradicional. Isso já nos é mostrado em sua formação religiosa e logo após ele é enviado para a pequena vila.



Só que nessa vila muitas coisas ocorrem e Bento, de certo modo, diante de sua própria índole, é conivente com tudo. Por isso, passa a ser idolatrado pela maioria dos habitantes. Detentor de segredos sórdidos, sabendo cada pecado ali cometido, ele aceitava tudo, em troca de favores, até mesmo de cunho sexual.



Com isso, a morte de Bento, passa a ser o tormento para alguns. Quem seria seu substituto? Agiria da mesma forma que Bento?



Alfonso, rapaz de vida simples e muito humilde, recém saído de sua formação religiosa, seria o novo padre de Ponta Poente.

Logo que chega à vila, ele já percebe alguns fatos e já vê que sua adaptação na vila não será nada fácil.

“A verdade é que ele estava imbuído com o firme propósito de trabalhar para Deus, de salvar almas e de trazer a paz e o bem para a vila de Ponta Poente. E não mediria esforços para isso.”

Para piorar as coisas, uma série de assassinatos começam a ocorrer, o que deixa Alfonso mais aturdido. Ele sente como se sua fé e toda sua força fugissem de controle.


Em busca pela verdade, muitos acontecimentos e segredos sujos vêm à tona e não dá pra saber em quem confiar.

“Quando conhecemos uma única verdade, ela se torna absoluta para nós.”

Esse foi o primeiro livro que li da autora e me apaixonei por sua escrita, ainda mais por ser fã incondicional de um bom suspense.

Os personagens, até mesmo os secundários, são muito bem construídos e o clima de mistério também foi muito bem elaborado pela autora. É como se você estivesse dentro da história, a agonia é real.

Eu acabei descobrindo quem era o assassino antes de acabar o livro, mesmo assim não cortou minha surpresa do final, que achei perturbador. Melhor final!

“A verdade é que ninguém imagina o que se passa pela cabeça de uma pessoa, e ninguém idealiza que todo esse mundo paralelo se desenrola dentro da minha. Essa é a maior das minhas vitórias.”


A leitura é muito fluída e quando acaba, a vontade é de continuar circulando pela vila e a fazer parte dela.

A diagramação está impecável, excelente trabalho da Editora. A capa não poderia ser outra, linda!!! Esse clima de mistério é perfeito!

Amei e super recomendo para aqueles que curtem um bom suspense e claro, venham conhecer a autora! Quero mais!

Nenhum comentário

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!