16 agosto 2018

[Resenha] O Mapa de Vênus

O MAPA DE VÊNUS

Organização: Lunna Guedes | Ano: 2018 | Páginas: 158
Editora: Scenarium | Comprar
Em parceria


"O fato é que o fim é apenas uma palavra com muitos significados atribuídos. Eu prefiro reticências... que, inseridas ao final da hora-dia-momento-frase, é como um livro... mesmo depois de fechado, continua a existir - porque todas as coisas da vida encontram uma maneira de continuar no outro e em nós..."
Lunna Guedes


Assim que recebi o livro "O Mapa de Vênus", além da grata surpresa, foi como se tivesse um tesouro em mãos!

A sensação que tive, antes mesmo de começar a leitura, foi de nostalgia e uma ansiedade que me dominaram por completo.

Logo no início, a Lunna nos fala sobre como surgiu o livro, e assim como ela, tinha fascinação por minhas aulas de literatura, esperava ansiosamente por esses encontros semanais. E como apaixonada por poesias, também comecei um caderno dedicado à elas. Poesias de todos os lugares possíveis, de autores consagrados, de anônimos e até mesmo minhas. Sim, um dia, lá atrás, eu escrevia...

Li O Mapa de Vênus aos poucos, não gosto de ler poesias de uma vez, gosto de degustar, ler sem pressa, refletir e ficar embalada nos versos. E assim o fiz.

Esse é um livro que trata de poetas-mulheres, damas das letras! Cada parte somos presenteados com um texto de Lunna, pequena introdução-homenagem a cada uma dessas mulheres, depois um pouco de suas vidas e alguns poemas.


Maria Gabriela Llansol, Anne Sexton, Emily Dickinson, Alejandra Pizarnik, Laura Riding e Wislawa Szymborska são partes de O Mapa de Vênus e invadem nossa alma com seus versos.

Vou compartilhar duas delas aqui com vocês!

Emily Dickinson



...nasceu em 1830, morreu em 1886, e nesse tempo viveu reclusa. Sua escrita acontecia sempre à noite em seu quarto, fechada para a realidade e envolta em singulares mistérios.

Palavra expressa, 
dizem que cessa
depressa.
Eu, discordando,
digo que é quando
começa


Poemas que refletem a natureza, a fluidez do tempo e sobre a morte. Tive um pouco de dificuldade com os poemas da Emily, porém, em um segundo olhar, depois de saber mais sobre a autora, foi como se visualizasse seus pensamentos em seus versos. 



Alejandra Pizarnik



...nasceu em 29 de abril de 1936, filha de judeus russos. Não teve uma vida fácil, com problemas com acne e tendência para engordar. Refugiou-se nas anfetaminas e na poesias. Em 1972 sucumbiu à depressão, ingerindo uma dose excessiva de barbitúricos.

Não o poema da tua ausência, 
apenas um desenho, uma fenda no muro,
algo no vento, um sabor amargo.


Senti as poesias da Alejandra  claustrofóbicas e há a repetição de alguns elementos como o vento, a chuva e a noite. A poeta é melancólica e soturna e nos conduz ao sentimento de silêncio diante de seus versos. Pude sentir em mim aquelas lembranças guardadas no fundo da alma.


O Mapa de Vênus é um livro único, singular e, definitivamente inspirador. A poesia nos proporciona sentimentos que tocam a alma e o coração.

Sei que muitos não apreciam esse tipo de leitura, é menos comum, leitores fascinados por poemas, mas eu sempre indico. Não para serem lidos em uma sentada, assim não funciona. É para serem degustados, apreciados e sentidos.

E o que dizer dessa belíssima edição artesanal pela Scenarium Livros Artesnais? Maravilhosa!!!

O livro é todo muito bem trabalhado, com uma capa linda e criativa e com a diagramação tão linda quanto. 

Uma obra apaixonante e completa!


4 comentários:

  1. Ah, tomei um susto, lógico... obvio porque assim sou eu, de susto em susto eu faço o mio cuore. E depois, li com calma, como quem degusta do olhar do leitor. Gente, isso é muito insano. Muito mesmo. Vou ali me reorganizar. rs
    Grata cara mia.

    bacio

    ResponderExcluir
  2. Adorei a publicação. Parabéns:))


    Bjos
    Votos de uma boa noite

    ResponderExcluir
  3. Acho os livros da Lunna muito legais, pq tem uma encadernação toda "diferentona". Não sou muito chegada em poesia, confesso, mas saber um pouco sobre as poetisas foi bem legal! :)
    Bjks!

    ResponderExcluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo