19 abril 2018

[Especial Literário] Lygia Fagundes Telles

Olá, leitores!!!

Hoje é dia do nosso Especial Literário e para o mês de abril iremos falar um pouco de Lygia Fagundes Telles!



Lygia hoje completa 95 anos e é conhecida como a primeira dama da literatura brasileira, uma das nossas maiores escritoras do século XX e da história da literatura brasileira. 

Romancista e contista, é a grande representante do movimento pós-modernismo. Sendo ainda membro da Academia Paulista de Letras, da Academia Brasileira de Letras e da Academia de Ciências de Lisboa.

A autora possui um estilo próprio, caracterizado por representar o universo urbano e por explorar de forma intimista a psicologia feminina.



Nascida na cidade de São Paulo, cresceu em Sertãozinho, interior paulista. Aos oito anos mudou-se para o Rio de Janeiro, onde permaneceu por cinco anos, voltando a morar em São Paulo após isso. 

Formada em Direito e Educação Física, desde pequena se interessou pela literatura. Com 15 anos publicou seu primeiro livro, Porão e Sobrado. Porém, sua estreia oficial ocorreu em 1944, com o volume de contos Praia Viva.

Entre os prêmios que recebeu, destacam-se o Prêmio Afonso Arinos da Academia Brasileira, em 1949; o Prêmio do Instituto Nacional do Livro, em 1958; o Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, em 1965; o Prêmio Coelho Neto da Academia Brasileira de Letras, em 1973; o Prêmio Jabuti com a obra "Invenção e Memória", em 2001; e o Prêmio Camões em 2005.

Em 2016, tornou-se a primeira mulher brasileira a ser indicada ao Prêmio Nobel de Literatura.


“Tentei ser moderna, mas não deu. É sensual a relação que tenho com minha máquina de escrever.”





Principais Obras

Porão e Sobrado, contos, 1938
Praia Viva, contos, 1944
O Cacto Vermelho, contos, 1949
Ciranda de Pedra, romance, 1954
Histórias do Desencontro, contos, 1958
Verão no Aquário, romance, 1964
Histórias Escolhidas, contos, 1964
O Jardim Selvagem, contos, 1965
Antes do Baile Verde, contos, 1970
As Meninas, romance, 1973
Seminário dos Ratos, contos, 1977
Filhos Prodígios, contos, 1978
A Disciplina do Amor, contos, 1980
Mistérios, contos, 1981
Venha Ver o Por do Sol e Outros Contos, 1987
As Horas Nuas, romance, 1989
A Noite Escura e Mais Eu, contos, 1995
Biruta, contos, 2004
Histórias de Mistérios, contos, 2004
Conspiração de Nuvens, contos, 2007
Passaporte para a China, contos, 2011



(...) "Com a ponta da língua pude sentir a semente apontando
sob a polpa. Varei-a. O sumo ácido inundou-me a boca. Cuspi
a semente: assim queria escrever, indo ao âmago do âmago
até atingir a semente resguardada lá no fundo como um feto".


Ler Lygia é realmente uma experiência maravilhosa! 

Gostou? Já leu algum livro da escritora? Me conta, vou adorar saber!!!

Beijos,


13 comentários:

  1. Infelizmente nunca li um livro da autora, mas já ouvi falarem muito dela!
    Fiquei interessada em conhecer mais de sua obra, pois pelos trechos que você postou, deu para perceber que o estilo de escrita da autora é incrível!

    Adorei o post!

    Beijos
    Inverno de 1996

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Monique, é uma leitura maravilhosa! Recomendo muito!

      Excluir
  2. Oii Fernanda.
    Eu gosto do movimento pós-modernismo que na minha opinião abriu as portas para a literatura como conhecemos.
    Eu não sabia muito sobre a Lygia mas amei o post e entender mais sobre essa mulher fantástica. Espero ter a oportunidade de lê-la.
    Beijos.

    Blog: fanficcao.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jess, a Lygia realmente é uma escritora de grande importância em nossa literatura e é muito gostoso ler suas obras. Se tiver a oportunidade, não deixe de ler.

      Excluir
  3. Amo essa senhora.
    Devorei 'durante daquele estranho chá' assim que sai da livraria, dentro do coletivo, a caminho de casa. Amei saber que ela era a única mulher dentro da sala de aula da Faculdade São Francisco e que foi a melhor dentre eles que, no principio não aceitaram-na por considerar que ali era lugar para homens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lunna, aqui é só uma pincelada na vida da Lygia, tem tantos fatos, realmente é uma pessoa incrível, com uma história mais incrível ainda.

      Excluir
  4. Gente!! Esse post é um achado porque vou ser sincera, tirando o livro com o nome de uma novela da época de minha mãe não conhecia os outros e vagamente sobre a autora. Adorei "descobrir" e vou colocar a leitura de alguma obra dela na lista. Adorei o post porque é sempre conhecer um pouquinho mais de um Brasil que dá orgulho!! ~Elis Blog Pretenses

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elis, que bom!!! Essa é para se orgulhar mesmo!

      Excluir
  5. Oi Fê,
    Amei demais o post, é sempre bom conhecermos mais sobre os autores nacionais. Não me lembro de ter lido algo da autora, mas procurarei as obras dela para conhecer mais sobre sua escrita.

    Adorei o post!
    Bjokas da Elo!
    http://cronicasdeeloise.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elo, que bom que gostou! Essa é uma grande autora nacional e que merece ser conhecida.

      Excluir
  6. Oi Fê!
    Amei o post, foi um ótimo lembrete de que, muito absurdamente, eu até hoje não li nada da Lygia... ahahah
    Eu já a admiro pela careira e trajeto de marcos e destaque num mundo em que só se quer valorizar os escritores homens.
    Amei a iniciativa e vou dar um jeito de colocar alguma leitura dela na lista logo.
    O trecho que você colocou no fim " "Com a ponta da língua pude sentir a semente apontando sob a polpa. Varei-a. O sumo ácido inundou-me a boca..." é de algum dos livros dela?
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rê!
      Que bom que gostou!!! Leia sim!
      E sim, o trecho é de "Verde Lagarto Amarelo".
      bj

      Excluir
  7. Eu achava que já tinha lido, mas pensei melhor agora e não li não! Que vergonhaaa hahaha vou aproveitar essa sua lista pra selecionar algo e começar a conhecer pq a história dela é realmente ótima, que mulher!!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo