24 março 2018

[Sessão Pipoca] Divórcio - Até que o amor exploda


DIVÓRCIO - Até que o amor exploda

Direção: Pedro Amorim
Gênero: Comédia
Ano: 2017

Elenco: Camila Morgado, Murilo Benício, Luciana Paes, Márcia Cabrita, Thelmo Fernandes e outros

Noeli é roubada do altar por Júlio. O casal enriquece quando o molho de tomate Juno, criado por eles, torna-se um sucesso. Mas a rotina distancia o casal e eles se separam. Para defender o patrimônio, cada um tenta achar o melhor advogado para si, o que gera um processo de divórcio cheio de confusões.

Oi pessoal!

A dica de filme, de hoje, é sobre uma produção nacional que achei super divertida; um retrato de muitos casamentos: cheio de dificuldades, mas com um amor maior ainda.

Divórcio é estrelado por Camila Morgado e Murilo Benício nos papéis principais, interpretando Noeli e Júlio.



O casal se junta de uma maneira bem inusitada, já que Júlio resgata Noeli no altar, prestes a se casar com um homem que seu pai havia escolhido. Seu verdadeiro amor seguiu alucinadamente para o local da cerimônia e pediu à Noeli que abandonasse tudo aquilo, para ficar com ele.

A noiva não titubeou e largou o noivo no altar. O resultado foi um início de vida, a dois, bem difícil, já que seu pai, muito rico, considerou que a filha morrera a partir de então.

Foram morar em uma casa bem simples, vivendo os percalços do dia a dia, superados pela afinidade e o amor que existia entre eles. Noeli cozinhava e Júlio percebe que o molho de tomate que ela faz é incrivelmente saboroso, ao que vem uma ideia em sua mente: produzir o tal molho para vender.



O talento de Noeli, para a receita do molho de tomate, e o empreendedorismo de Júlio, levam o casal a construção de uma grande fábrica produtora do molho. Eles passam a ter uma vida muito confortável e atribulada.

No entanto, a gana de Júlio por fazer a empresa crescer cada vez mais, passa a afastá-lo de Noeli. Suas manias e sua desatenção irritam Noeli numa medida impossível de tolerar, deixando o casamento em crise ao ponto de um rompimento.




E ai começa a guerra, onde cada um, com suas armas, tentará causar o maior prejuízo ao outro. Advogados, ameaças, jogos de ciúmes, valerá tudo para minar a energia do oponente.

Já falo que dei muita risada com esses dois, principalmente com a Noeli, que parecia tão pacata e se transformou numa mulher gigante quando foi preciso. A atuação dos dois foi exemplar, encarnaram dois caipiras do interior de São Paulo, com a alma destoante dos gêneros opostos, causando muita confusão.



É impossível não se divertir! É leve e inocente, e com certeza todo casal vai se identificar um pouco com eles.

E vocês? Já assistira? O que acharam?


2 comentários:

  1. Gostei da premissa do filme, pois parece uma comédia bem diferente, vou procurar pra assistir!

    Adorei o post, inclusive, o indiquei lá nos Links do Mês do blog!

    Beijos
    Inverno de 1996

    ResponderExcluir
  2. Oi Jr!
    Não assisti ainda, e não conhecia, mas quero muito ver!
    Toda sexta nós assistimos um filminho em casa. Vou procurar este aqui
    Adorei a dica!
    Bjs

    ResponderExcluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo