20 janeiro 2018

[Resenha] Cem Anos de Perdão

Olá! 

Hoje é dia de clariçar, e o conto escolhido para janeiro no Projeto Clarice-se foi Cem Anos de Perdão!



No conto, passado nas ruas do Recife, Clarice e uma amiguinha passeavam pelo bairro dos ricos e dando asas à imaginação, sonhavam com os palacetes, e entre brincadeiras, cada uma escolhia qual seria o seu.

Em um desses passeios, a personagem se depara com uma rosa cor de rosa vivo, que a encanta de tal forma, que ela não poderia deixar de ter o tão desejado objeto.


Bem, mas isolada no seu canteiro estava uma rosa apenas entreaberta cor-de-rosa-vivo. Fiquei feito boba, olhando com admiração aquela rosa altaneira que nem mulher feita ainda não era. E então aconteceu: do fundo de meu coração, eu queria aquela rosa para mim.


Então, as meninas, começam a furtar rosas com frequência. Desfrutando de todo prazer da conquista. Uma vigiava e a outra, com todo cuidado, as colhia. E assim foi com as pitangas também.



Nunca ninguém soube. Não me arrependo: ladrão de rosas e de pitangas tem 100 anos de perdão.



O conto é  repleto de símbolos, a figura da rosa representa a erotização das meninas. E o apanhar a mesma, o sentimento é de repleta satisfação e prazer. Ou seja, a representação do amadurecimento sexual.

As brincadeiras, o desejo pela rosa, bonita e esperando ser apanhada é como se fosse o desabrochar das próprias personagens. 

Clarice trabalha muito com simbologia e o que acho interessante é que, apesar de alguns virem com o sentido claro das intenções da autora em suas obras, outras podem ser de múltiplas compreensões.

Gostei muito desse conto para iniciar o ano, ainda mais por ser autobiográfico!

Cem Anos de Perdão está incluído na obra Felicidade Clandestina, de 1971. E o conto completo encontra-se aqui.

Espero que tenham gostado e não deixem de comentar.

Beijos e até a próxima!!





4 comentários:

  1. Primeiro, que projeto mais amor! Acho a Clarice incrível a adoro sua escrita, o modo como usa as palavras e alguns momentos para representarem outros. O jeito Clariciano, por assim dizer.
    Ando super em débito com as leituras de Clarice, quero ler alguns contos dela e esse ano espero conseguir tirar um pouco desse 'atraso'. ehehe
    Adorei conhecer um pouco mais de Cem Anos de Perdão, ele está na minha lista de leitura! E amei as quotes que você destacou, especialmente a que faz referência ao título do conto! <3
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clarice é maravilhosa!!! Não deixe de reservar um tempinho para ela esse ano!
      Que bom que gostou do conto.
      bjs

      Excluir
  2. Respostas
    1. Bets, um projeto com Clarice é maravilhoso demais! <3

      Excluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo