17 setembro 2017

[Resenha] Tim


TIM
Autora: Colleen McCullough
Editora: Circulo do Livro
Ano: 1974
Páginas: 255
Skoob


Sinopse: Tim, um rapaz lindo de 25 anos, que trabalha na construção civil, uma mulher mais velha que pensava que estava votada á solidão. A historia é passada na Austrália, Tim com um ligeiro atraso mental, que faz de si um homem sensível, conquista o leitor e a “mulher mais velha”. Neste livro existe um amor que não conhece limites. Uma historia simples no seu argumento, mulher, homem e amor. Mas recomendo vivamente este livro, pois é um livro que se le todo de uma vez e que nos faz pensar sobre a vida e o amor




Olá!!

Hoje é dia da resenha do Desafio Cultura e o tema da vez é um livro em que o título contém o nome do protagonista. Minha escolha foi pela obra de Collen McCullough: Tim.

O livro conta a história de Tim, um jovem bastante especial e de uma beleza extraordinária, além de um físico perfeito. Porém, Tim sofre de um pequeno retardamento mental e com 25 anos, pode ser comparado a um garoto com menos idade.



Tim irá viver um amor nada convencional com a quarentona Mary Horton, que apesar de ser bem vivida e sucedida profissionalmente, é uma pessoa bastante solitária.

Apesar das dificuldades, os  pais de Tim sempre fizeram questão que o rapaz levasse uma vida normal e tivesse uma profissão, com isso ele faz pequenos bicos como jardineiro. e é em um desses serviços que ele conhece Mary.


Mary fica encantada com a beleza e o jeito do rapaz e ao perceber sua deficiência ela logo pensa em conhecer sua história e tentar ajudá-lo de alguma forma.


"Era tão difícil entender seus sentimentos com relação a ele: num momento, pensava nele como se fosse uma criancinha, em seguida, a sua beleza física fazia-lhe lembrar que Tim já era um adulto. E, para ela, era tão difícil ter qualquer sentimento, quando já fazia tanto tempo que fizera algo mais além de apenas viver"

Com a convivência Mary vê o quanto Tim é especial e uma boa pessoa e com essa aproximação eles acabam se tornando grandes amigos. Ela passa a ensiná-lo a ler e escrever, além de levá-lo para passear nos finais de semana. E Tim, por sua vez, em agradecimento, tentar colocar mais vivacidade na vida de Mary.

A amizade vai crescendo a cada dia e os pais de Tim percebem o quanto Mary faz bem ao rapaz, porém nem todos veem a relação com bons olhos, principalmente a irmã de Tim, que vê Mary como uma oportunista que quer se aproveitar da inocência de seu irmão.



Mesmo diante dos obstáculos e das más línguas, Mary se mantém de cabeça erguida e sabe que vai chegar o momento em que terá que decidir acerca de seu futuro com Tim.


"O que opera milagres é o fato de se amar e de se sentir amado. Trata-se daquela maravilhosa sensação de ser querido, necessário e estimado."

A história construída pela autora é bem leve e deliciosa! A construção dos personagens e dos sentimentos foi feita de modo bastante natural e muito delicado. Um sentimento que vai surgindo aos poucos, sem exageros ou enrolações.

Tim é apaixonante, simples, inocente e muito doce, ele encanta a todos. Já Mary é mais séria, decidida e aos poucos vai se soltando, é perfeita a sintonia e o amadurecimento de ambos dentro do relacionamento.

Outro ponto que gostei foi como a autora tratou a deficiência de Tim, ela tentou demonstrar o preconceito das pessoas e ao mesmo tempo mostrou que é possível sim levar uma vida normal e ter sentimentos como qualquer outra.

Tim é uma história linda de um amor puro e emocionante, além de trazer algumas mensagens nas entrelinhas, com certeza uma leitura que eu indico.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo