24 julho 2017

[Resenha] Tecelã do Tempo...


TECELÃ DO TEMPO - Histórias de uma vida
Autora: Zezinha Lins
Editora: Scortecci
Ano: 2017
Páginas: 112
Skoob

Livro cedido em parceria com a editora


Sinopse: Na década de 60, numa cidade do interior, histórias reais acontecem e se entrelaçam como a trama de um tecido. Versejando e proseando, a personagem despe-se da discrição, algo tão característico da sua personalidade, e narra sua vida como quem sacia a sede de libertar-se dos fantasmas do passado. Muitas histórias em uma. Contrastando com a quietude da cidade, as personagens vivenciam aventuras em alguns momentos turbulentas e perigosas, outros envolvidos na magia bucólica da cidade. O alcoolismo, a fuga para a cidade grande, a importância dos avós no âmbito familiar, o amor antes da hora, o conflito de sair da zona de conforto, o encontro consigo mesma, a convivência com a solidão e a superação são apresentados como vida que flui ao longo dos anos. Projetando-se na linha do tempo, acontece o encontro e o diálogo entre a menina do passado e a mulher do presente, a mesma pessoa em momentos diferentes: o acerto de contas.




Olá!

A resenha de hoje é de um livro lindo que tive a oportunidade de ler através da parceria com a Editora Scortecci.

Sempre imaginei que um livro de poesias fosse escrito com a alma do autor, tamanha a singeleza das palavras, mas Tecelã do Tempo, de Zezinha Lins, foi escrito não somente com a alma da autora, mas com todo seu amor. 



Zezinha colocou no papel toda sua vida, sua família e lembranças de sua mocidade, e acompanhar essa jornada foi uma deliciosa viagem.

"Num imenso tear, tecemos nossa vida, porém olhamos apenas o tecido pronto, esquecemos a trama que está do lado contrário. No passado estão nosso avessos. Lá encontramos as linhas mal trançadas, devemos observar tudo com cuidado, a partir daí continuamos nosso bordado com mais primor, mais paciência, mais amor."

A história de Zezinha começa em Glória do Goitá, pequena cidade do interior de Pernambuco, onde nasceu e viveu com seus pais e irmãos. E onde temos boa parte de suas lembranças.

Cidade pequena com suas práticas e costumes, a autora fala um pouco sobre Glória do Goitá e também de alguns de seus moradores.

É gostoso acompanhar essas lembranças da autora, pois tudo se passa em uma época ainda bastante tranquila, sem os medos da violência que nos assola hoje em dia. Crianças podiam brincar e passar bons momentos nas ruas, sem qualquer temor. E com brincadeiras muito simples da época, mas que faziam a felicidade.

"No verão, dormíamos com as portas abertas, apenas um guarda noturno com seu apito cuidava da cidade....A cidade dormia e acordava em paz. Era assim que a minha sensibilidade de menina leitora eu via a cidade e a poesia se confundirem, mesmo sem quase ninguém perceber."

Eu mesma nessa parte, rememorei muitas partes de minha própria infância e foi muito bom relembrar desses momentos.



Vamos conhecer no decorrer da leitura, pessoas da família da autora e alguns momentos difíceis pelos quais passaram. E depois, seu casamento, seus filhos e toda sua batalha na vida. 

Zezinha, como disse, escreve com amor e com a alma e o que eu gostei muito no livro é que não é feito somente de poesias, ela intercala a prosa junto. 

Todos os momentos contados pela autora vêm seguidos de uma poesia, que te embala mais ainda nas palavras. 

"Na simplicidade de um momento
Pensamentos se espalham com o vento
Depois voltam,
Com forma,
Cheiro, 
Cor
E poesia."

O livro é curtinho e eu li em algumas horas. A linguagem é bastante simples e os poemas são simplesmente maravilhosos!



Acompanhar Zezinha por essas páginas foi um enorme prazer e eu só posso agradecer pela oportunidade dessa leitura.

A edição está perfeita e a capa é belíssima! Foi o que primeiro chamou minha atenção.

Altamente recomendado por mim!


Para adquirir: 



12 comentários:

  1. Olá, por mais que eu não goste de livros de poesia eu fiquei com vontade de ler esse livro

    ResponderExcluir
  2. Muito fofa essa capa, eu sinceramente não sou muito fã de livros de poesia, tem que me chamar muito a atenção. Sobre brincadeiras na infância, chega dar pena dessas crianças de hoje em dia que nem sabe o que é isso. Além da tecnologia, o perigo também fez com que as pessoas não tivessem mais um vida normal. Adorei a resenha.

    Beijos, GE.

    Blog:Natureza Literária

    ResponderExcluir
  3. Que graça! Adoro essa narrativa poética! A gente lê bem rápido mesmo.
    tenho um carinho especial por esses nacionais!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Sou amante de poesia e prosa, e o livro, ao que parece, é uma mistura dos dois e eu gosto muito quando ocorre essa junção. Parece ser uma leitura leve e gostosinha, ideal para ler em uma tarde :D Adorei sua resenha!

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
  5. Olá, achei a edição linda. Gosto muito de ler poesias apesar de fazer um bom tempo que não leio mais é através dos poemas o autor passa para o leitor um pouco de suas emoções e o que passou na vida.

    www.mundofantasticodoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Ei! Tudo bem?

    Que livro mais lindo! Adorei conhecer melhor sobre a história e ler sobre a autora deve ser gratificante. Relembrar o passado dela e acabar se deparando com características do seu deve ser incrível! A-M-O poesia, então acho que esse livro vai me fazer suspirar em boa parte dos momentos, o que eu adoro. Fico muito feliz em saber que a autora entrega não só a alma como seu amor na obra, isso muda muita coisa na hora que nós vamos ler. Amei sua resenha! Ela está tão linda que me fez até querer ler a obra :)

    Beijos!
    http://www.as365coresdouniverso.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Fê!
    Que resenha mais lindaaa. Fiquei encantada com as suas palavras ao descrever o livro. Fiquei bastante atraída por ele, amo poesia e adoraria conhecer esta obra. Achei linda a maneira como Zezinha construiu a história da vida dela no livro através de poemas e prosas, tem que ter muito talento e, pelos trechos que li, isso ela tem de sobra. Amei conhecer "Tecelã do tempo".
    BBeijooos

    ResponderExcluir
  8. Amei sua resenha, sei o quanto difícil é resenhar esse tipo de livro e vc conduziu com maestria, porém é um gênero que evito ao máximo ler.

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bom? :)
    Adoro livros assim com esse elemento que te embala facilmente, que nos dá nostalgia e nos remete a nossa própria vida. Gostei de ter sido em versos também. Ótima resenha, parece ser um livro muito bom!
    Beijos, Yasmim.

    Blog: https://literarte.blog.br/

    ResponderExcluir
  10. Adorei saber que o livro se passa aqui no meu estado lindão! Fiquei babando muito nessa capa, muito linda!!
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Fe. Parece mesmo num amorzinho de livro. Adoro poesias, elas falam muito mais do que a gente entende.

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Achei esse livro uma fofura só, entretanto, eu não tenho muito o hábito de ler poesia, mas mesmo assim, gostaria de conhecer essa obra, pois parece ser bem especial!

    ResponderExcluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo