27 abril 2017

[Resenha] Para onde vai o amor?


PARA ONDE VAI O AMOR?
Autor: Fabrício Carpinejar
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2015
Páginas: 176
Skoob

Sinopse: O amor não é uma propriedade de quem sente, é uma transferência total para quem é amado Você que está vendo este livro com dúvida se precisa dele, você não precisa dele, precisa de si, vive caçando uma palavra que confirme o que deseja, está atrás de um escritor que possa lhe recomendar de volta para quem brigou, com capacidade de explicar o que sente e traduzir seus tormentos. Mas já sabe o que deseja, não há como convencer do contrário, os amigos mostraram que seu relacionamento não tem futuro. Não acredita neles, acredita somente no milagre. E como justificar um milagre, ainda mais para quem não tem mais fé? Eu entendo o que está passando: sua raiva, sua amargura, seu cinismo, seu desencanto. Percebeu que a razão não conforta, que a vingança ou o perdão não ressuscita a tranquilidade, que o fundo do poço nunca se equivale ao nosso fundo. Você parece normal, mas todo mundo deixa de ser normal quando se apaixona e se separa. Se sua expectativa é por uma solução, eu guardo apenas uma certeza que trará alívio mais adiante: você não vai desistir. Quando diz que acabou a relação, é que está procurando um outro jeito de recomeçar. Em seu novo livro de crônicas, Carpinejar apresenta 42 textos que sobre amor, desilusão amorosa, casamento, divórcio, saudade e outros sentimentos que compõem os relacionamentos.



Olá!!

Comecei a ler Carpinejar há pouco tempo e já me rendi a sua escrita! Dificilmente você chega ao fim do livro sem ter selecionado milhares de passagens marcantes.

Para onde vai o amor? é composto por crônicas que falam de amor e das relações humanas em torno desse sentimento.

Carpinejar vai fundo e é extremamente intenso em cada crônica. Além disso, ele aproxima muito o leitor o que torna a leitura extremamente fluída. 


"Não confiamos no óbvio. Desprezamos o óbvio. Há uma tradição de refutar o simples, recusar as evidências, complicar a alegria.Não enxergamos a felicidade da felicidade."



Os textos, em sua maioria, falam sobre desilusões amorosas e situações que todos já vivemos em algum momento da vida, mas não pense que isso possa deixar o livro cansativo ou repetitivo, pelo contrário, Carpinejar é tão simples e sincero em seus relatos que você mergulha em suas palavras.

Em outros, o autor fala sobre pequenos detalhes do amor e da pessoa amada, reconciliação e a descoberta do estar apaixonado. E novamente, há a inevitável identificação.


"A razão serve para o desespero, não para explicar a alegria. A alegria é inexplicável."


As crônicas são curtas, com um ou duas páginas somente. Por isso dá pra ler o livro em uma sentada. Mas, recomendo que leia devagar, degustando cada sentimento.


"Felicidade é preguiça. Não tem a ver com trabalho.É se divertir, de forma inédita, com o que já realizou centenas de vezes.É se contentar com pouco, quase nada, é querer somente o que já se tem.A felicidade é a falta do que fazer bem-feita. Não é pensar naquilo que não conseguimos, é agradecer o que redescobrimos."

Eu adorei as crônicas, uma mais envolvente que a outra e a leitura só poderia ser surpreendente e muito agradável.

Pequenos relatos que nos transportam por esse sentimento tão sublime, sobretudo, o amor conjugal, em sua forma mais pura, porém tão distante nos dias atuais.

Carpinejar mais uma vez descobriu o caminho do coração e me conquistou!





8 comentários:

  1. Oi! Gostei da dica, sou fã de crônicas e contos, acho que vou gostar. Adorei a resenha!

    Beijos!
    www.metamorphya.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá! Gosto bastante da escrita dele, acho envolvente.
    Sua resenha está ótima e transmite bem as características do autor.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. Amei as suas fotos, ficaram um amor! Não sei se me interesso muito por Carpinejar, pelo estilo de crônicas curtas... Ainda tenho que dar uma chance!
    Literalize-se

    ResponderExcluir
  4. Oi Fê!
    Esse cara é fantástico, não é? Eu adoro os textos, crônicas e contos dele. Já estava pensando em adquirr o livro, com a indicação, certamente na próxima vez que for a uma livraria irei procurar.
    Beijos
    www.vestidinhojeans.com

    ResponderExcluir
  5. Gostei da resenha. Deu uma noção exata do que encontrar no livro e sobre o autor. Gosto do Carpinejar, mas nunca li nada dele, só o ouvi. Falar de sentimentos e da experiência do amor é algo muito lindo. As pessoas se identificam mesmo. Eu gosto desse estilo de livro. Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Gostei da resenha. Eu adoro as cronicas do Carpinejar e já li dois livros.
    xoxox

    ResponderExcluir
  7. Oi, que post lindo! Esse livro parece incrível mesmo, a capa já me cativou totalmente e sou apaixonada por crônicas, e ainda que não tenha me aprofundado na escrita do Carpinejar, tenho quase certeza de que ele não me desapontaria! Bom post.

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
  8. Eu achei a capa desse livro tão linda, tão fofa!!! Com certeza eu o compraria só pela capa kkkk. Adorei sua resenha, o livro parece incrível e fiquei louca para lê-lo. Beijos.
    www.v3rsosdaalma.blogspot.com

    ResponderExcluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo